13/02/2018

RESENHA: A Casa dos Budas Ditosos - João Ubaldo Ribeiro


 Olá, Leitores! Hoje, irei avaliar o livro A Casa dos Budas Ditosos, romance erótico nacional escrito por João Ubaldo Ribeiro. O livro foi inicialmente lançado na coleção "Plenos Pecados" retratando a Luxúria, e vocês vão saber o porque algumas linhas abaixo... confiram!




Nome: A Casa dos Budas Ditosos
Autora: João Ubaldo Ribeiro
Ano: 1999
Páginas: 167
Editora: Dom Quixote / Objetiva
Onde Encontrar: Skoob
Classificação★★★★☆  (4,5/5,0)
Sinopse: O livro traz a história de CLB, uma mulher de 68 anos, nascida na Bahia e residente no Rio de Janeiro, que jamais se furtou a viver - com todo o prazer e sem respingos de culpa - as infinitas possibilidades do sexo. Seriam as memórias desta senhora devassa e libertina um relato verídico? Ou tudo não passa de uma brincadeira do autor? Nunca saberemos. Importa é que ninguém conseguirá ficar indiferente à franqueza rara deste relato e a seu humor corrosivo.

Narrado por uma senhora já com 68 anos, o livro nos introduz á uma época onde tudo se fazia mas nada se falava. A protagonista nos conta, de forma acidamente humorística, sobre suas mais animalescas aventuras durante a vida; de jogos mentais com parceiros sexuais á relações com seus próprios familiares. Tudo isso com uma narrativa imersiva, simulando áudios gravados pela própria mulher, dando ares de sua personalidade forte sem qualquer tipo de pudor comportamental. Ela fala de sexo como falamos do Dia-A-Dia. Em A Casa dos Budas Ditosos, vemos a face mais animalesca que reside dentro dos humanos.


Por mais que o livro explore tantos assuntos polêmicos e aversivos, o que realmente me manteve grudado á obra foi a junção impecável da narrativa com a protagonista. Cada aventura narrada acrescentou ainda mais complexidade á mulher que nos fala - sinto que, em alguns anos, já terei esquecido de suas aventuras, mas me lembrarei bem de sua personalidade. Afiada, dura e escrachada, chega a ser assustadora a facilidade com que consigo visualiza-la apenas fechando meus olhos.


Quantos as tais aventuras, acredito que não tenho muito a dizer. O autor conseguiu narra-las de modo quase pornográfico, porém sem pisar na vulgaridade (na minha opinião). Confesso que inicialmente tive certa dificuldade de imaginar algumas coisas, como o relacionamento da protagonista com o próprio irmão. Mas, quando entendi o "conceito", consegui absorver o melhor da leitura. A escrita leve e fluída do autor contribuiu para uma leitura rápida e prazerosa.


No geral gostei bastante do livro - ele explora algo novo para mim, já que o único romance erótico que eu havia lido até então fora Cinquenta Tons de Cinza e sua sequência. Dentro de seus termos, o livro foi impecável tanto na construção quanto no desenvolvimento do enredo. Recomendo para quem entendeu a proposta e estiver curioso, mas, fora disso, é melhor passar longe pois seu conteúdo é forte. Nota: 4,5.

1 comentários:

  1. Ainda não havia ouvido falar no livro, mas confesso ter ficado curiosa, pois ao ler sua resmeha imaginei que alguma avó maluquinha estivesse nos contando as aventuras de sua vida e, se tem uma coisa que eu amo é ouvir histórias de vó <3
    Já li alguns livros com essa pegada erótica, mas nada muito forte, então caso eu de uma chance para esse livro, será a primeira vez que lerei algo mais explícito e forte...

    Enfim, gostei muito da resenha e da premissa do livro!
    xoxo
    www.foradocontexto.com.br

    ResponderExcluir