19/06/2017

ENTREVISTA: Marília G. Barbosa


Olá, leitores. 
É com enorme prazer que venho postar a primeira entrevista do blog! Quem aceitou bater um papo conosco foi a Marília G. Barbosa, autora de Selene e o Dragão, livro que acaba de sair pela editora PenDragon. Separamos alguns links úteis, caso queiram conhecer a obra. Sem mais delongas, bora pra entrevista? <3




Lupi LiteratusPrimeiramente, muito obrigado por aceitar conceder essa entrevista ao Lupi! Adoro quando os autores dão permissão para os leitores conhecê-los melhor.

Marília G. Barbosa: Muito obrigada por essa oportunidade de poder fazer essa entrevista! É uma honra poder responder essas perguntas para um blog tão bom como o Lupi Literatus! 


Lupi LiteratusVocê está lançando “Selene e o Dragão” oficialmente esta semana pela PenDragon. Quando começou a criar esse universo, já tinha em mente lançá-lo em uma editora? 

Marília G. Barbosa: Sim e não… Eu sempre quis publicar com uma editora, pois desde 2006 eu quero ser uma escritora publicada, mas claro, tinha minhas dúvidas, afinal, é um caminho bem difícil de seguir… Estou muito feliz em ter conseguido uma editora tão boa quanto a PenDragon, que ainda é pequena, mas está conquistando o seu espaço no mercado! 


Lupi LiteratusAliás, de onde surgiu a ideia do livro? Por mais que dragões sejam recorrentes na cultura pop desde sempre, nunca vi uma premissa parecida com a de Selene.

Marília G. Barbosa: Nossa, de vários lugares! Mas principalmente de um mangá antigo de World of Warcraft (não, nunca joguei e o mangá foi emprestado), pois lá, apareciam uns dragões que viravam humanos e essa ideia me chamou muita atenção e já me deu várias ideias. Mas só comecei a escrever mesmo a estória em 2010, depois de ver um dos meus filmes favoritos pela primeira vez, Como Treinar o Seu Dragão, que me deu várias outras ideias, especialmente sobre a guerra entre humanos e dragões e toda a parte de reflexão sobre o preconceito e vingança, adicionando toda a magia e as lendas dos deuses (que, em parte, veio de várias lendas de deuses do nosso mundo, em especial, os gregos).


 Clique para comprar!
Clique na imagem para acessar a loja Pendragon!

Lupi LiteratusUm de meus pontos favoritos no livro foi a solidez do universo criado. Ele foi inspirado em alguma era do mundo real? ou foi totalmente fictício?

Marília G. Barbosa: Fico feliz em saber que o mundo ficou tão sólido! E sim, foi muito inspirado na antiga Europa (especialmente Inglaterra, pois sempre achei um país lindo), mas claro, usei várias outras inspirações de lugares fictícios ou não. 


Lupi LiteratusOutra coisa que amei foram as ilhas flutuantes e suas origens. Você pensa em explorá-las mais nos próximos volumes?

Marília G. Barbosa: A história delas vai aparecer sim, mas não tenho certeza ainda se elas aparecerão mais vezes ao longo da trilogia… 


Lupi LiteratusA caracterização dos personagens ficou impecável - dos deuses aos humanos e dragões. Você se inspirou em pessoas ao seu redor para criá-los?

Marília G. Barbosa: Acho que é inevitável se inspirar em pessoas reais de vez em quando, mas eu procuro não me inspirar muito em uma pessoa, às vezes, apenas o jeito do personagem de fazer alguma coisa ou outra ou no jeito deles de falar... A gente nunca sabe quando vai brigar com uma pessoa e se eu tivesse um personagem inteiramente baseado em alguém que depois eu não me relacionasse bem, isso poderia implicar no personagem e na estória e isso seria péssimo… Eu procuro inspiração também, principalmente, em outros personagens que eu gosto bastante, misturando o máximo possível para criar personagens novos e com características próprias. 


Lupi LiteratusA complexidade do universo acabou abrindo um leque de mil coisas a serem exploradas; tais como outras espécies de dragões, outros seres místicos e até mesmo humanos de outras regiões. Você pensa em, algum dia, criar um spin-off para transmitir acontecimentos que estão fora do radar dos protagonistas da trilogia Última Lua Azul?

Marília G. Barbosa: Nossa, sim! Hehehe. Tenho muitas ideias para contos extras de alguns personagens, uma em especial seria a Diana, vai aparecer também uma personagem no livro 2 que vai ganhar um livro também (ou quem sabe mais que um) e também tenho várias ideias de outros livros que vão se passar nesse mundo, mas em épocas diferentes. 

Clique na imagem para acessar a Amazon!

Lupi LiteratusOk, Vamos falar um pouco de escrita. Como foi no começo do planejamento? Você reuniu dados, estudou tópicos ou apenas sentou e começou a escrever o livro?

Marília G. Barbosa: Como mencionei anteriormente, eu tive a ideia muito tempo antes e comecei a escrever o livro em 2010, essa foi a primeira versão (terminei a trilogia em 2012, mas mudei tanta coisa que o final não será o mesmo), mas ainda não estava satisfeita com o resultado. Em 2016, eu peguei para reescrever essa estória, muita coisa, eu já tinha criado desde a primeira vez que escrevi, mas melhorei muitas outras. Na primeira vez, eu fui criando o universo e as lendas meio que à medida que ia escrevendo, não tinha muito planejamento. Foi só depois que adquiri mais técnicas e experiência que percebi o lado bom do planejamento e hoje, só consigo escrever planejando… Claro que, às vezes, as coisas saem do previsto, mas agora planejo e pesquiso tudo o que der antes de escrever, além de ficar com um mundo e a trama mais completa e concisa, a escrita fica bem mais rápida! 


Lupi LiteratusE como você lida com todas as regras da língua portuguesa? Tenta segui-las ao máximo, ou prefere dar seu toque quando é possível?

Marília G. Barbosa: Tento seguir as regras sim, um bom português é essencial. Mas nas falas dos personagens, eu procuro retratar como os personagens falariam na vida real, com erros, gírias e expressões. 

Lupi LiteratusVocê tem outro livro fantasioso, A Princesa e o Pirata, e um romance, Um Ano com Você. Como foi escrever gêneros diferentes? As dificuldades foram as mesmas ou maiores em um ou outro?

Marília G. Barbosa: Quando o autor conhece bem os gênero que quer escrever, fica fácil, mas os de fantasia sempre serão mais complicados, pois geralmente costumam ter descrições de coisas que não existem no nosso mundo (como magia, por exemplo, ou seres mitológicos), e costumam ter uma trama mais complexa, além de toda a criação de mundo. No entanto, essas são coisas em que eu gosto muito de trabalhar, então não é um problema! Na verdade, eu também pretendo me aventurar em outros gêneros literários, como distopia e fantasia SteamPunk! 

 Compre na Amazon!
Clique na imagem para acessar a Amazon!

Lupi LiteratusTem alguma dica aos novos escritores?

Marília G. Barbosa: Estude bastante as técnicas de escrita, melhorei muito depois que procurei mais sobre o assunto! E claro, saber bem o português ajuda muito! Também nunca pare de praticar, a prática leva à perfeição, seja escrevendo ou lendo de forma crítica! E para os escritores iniciantes que gostam de vídeos com dicas, podem conferir o meu canal literário "Vícios em Livros", onde posto resenhas e dicas de escrita! 

Lupi LiteratusBom, é isso. Muito obrigado, novamente, por doar partes de si para nossos leitores. Aliás, que tal você mesma convidá-los para o universo incrível que criou em Selene e o Dragão? :)

Marília G. Barbosa: Eu que agradeço pela oportunidade de poder participar de algo tão legal quanto uma entrevista! Espero que todos os leitores tenham gostado! E se vocês gostam de livros de fantasia com aventuras, romance, mistérios e uma leitura leve e fluida, dê uma chance para "Selene e o Dragão" e ajude a propagar a literatura nacional! :D 


Esperam que tenham gostado! Particularmente, adorei as respostas da Marília. É lindo o carinho dela com os leitores! Desejo-a sucesso e que mais e mais pessoas conheçam essa obra incrível que é Selene e o Dragão <3


6 comentários:

  1. Obrigada pela oportunidade, Fábio! Foi super divertido fazer essa entrevista! :D

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fábio!

    Entrevista gostosa, com coisas que em geral a gente quer saber sobre a autora e sua história, no caso da Marília. Eu amo universos com dragões nas fantasias que leio e é muito bom saber como é que a história surge na cabeça do(a) autor(a). Estou adorando vir aqui ler os seus posts. Sucesso, sempre, meu amigo!
    Grande abraço,
    Drica.

    ResponderExcluir
  3. Oi Fábio!!! Que saudade!!
    Sumi, voltei, e acredito que precisarei sumir de novo rsrs. Isso porque estou sem internet em casa, estou blogando durante os intervalos do trabalho, que são bem curtinhos.
    Mas não pense que esqueço daqui hein? Sempre que puder vou dar uma passadinha para ler seus posts que tanto adoro.
    A entrevista ficou perfeita, super espontânea e gostosa de ser lida. Sem contar que pude conhecer melhor o trabalho da autora.
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/
    http://cladoslivros.blogspot.com.br/2017/06/resenha-garota-corvo-de-erik-axl-sund.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha deu uma saudade de ler seus posts!
      Muito obrigado <3 Espero que se estabilize logo e consiga voltar com mais força pra blogsfera!

      Excluir