15/12/2016

RESENHA: Prodigy - Marie Lu


 Prodigy é a satisfatória continuação de Legend, romance distópico de estreia da autora Marie Lu. Se no primeiro volume cheguei a ficar entediado durante a leitura, essa sequencia divergiu completamente dele. Logo no começo me vi arrebatado pelos personagens e pela trama, com o fôlego preso até as ultimas páginas. Essas, aliás, que não deixaram a desejar em nenhum quesito. Confira minha opinião e comente a sua. * Por ser sequencia, a resenha contém spoilers do primeiro volume, Legend.



Nome: Prodigy 
Serie: Legend (2/3)
Autor(a): Marie Lu
Editora: Rocco - Jovens Leitores.
Páginas: 303
Ano: 2014
Classificação★★★★★ (5 Estrelas)
Sinopse: Considerada pelo público e pela crítica internacional uma das melhores sagas de distopia já publicadas, a trilogia Legend, da chinesa radicada nos EUA Marie Lu, conquistou leitores de diversas partes do mundo ao acompanhar o romance improvável entre dois jovens de origens distintas numa realidade opressora. Depois de descobrir, no primeiro livro da série, as medidas extremas que o governo da República é capaz de adotar para proteger alguns segredos, no segundo volume da saga, Prodigy, June e Day assumem a tarefa de assassinar o novo líder político da nação. Mas será que este é o melhor caminho de levar a cabo uma revolução e dar voz ao povo da República? 



 O livro começa narrando a fuga de June e Day da republica. Após June descobrir a verdade por trás das paredes impecáveis do congresso, ela se arrepende e decide salvar Day e apostar naquilo que ele defende. Os dois, sem destino, decidem negociar aliamento com os Patriotas, rebeldes que lutam em pró dos mais pobres. Day exita de inicio, mas seu receio é logo esquecido quando se lembra de Éden. Seu irmão mais novo fora sequestrado pela Republica, e só uma grande organização como os patriotas pode dar-lhe esperanças de resgatar o ultimo membro vivo de sua família. June, desconfiada desde o inicio, também aceita se aliar, enfrentando a sensação de se tornar aquilo que fora ensinada a repudiar. Uma rebelde.



 Enquanto nossos protagonistas se aliam aos patriotas, a Republica sofre um choque; O Eleitor, que governara a nação durante séculos, morre. Seu filho, Anden, é nomeado Eleitor, desagradando grande parte da própria republica. Isso porquê o garoto, de 21 anos, não tem os mesmos pensamentos que o pai: para ele, uma sociedade justa é preferível á ordem provocada pelo reinado dos antigos Eleitores. Sua ideologia é fortemente criticada, fazendo aliados se voltarem secretamente contra o próprio eleitor. A republica começa a ruir de dentro para fora, dando as oportunidades da qual os rebeldes precisam. É então bolado um plano pelos patriotas: June, fingindo arrependimento, volta para a republica com uma desculpa qualquer e tenta ser aceita de volta. Enquanto isso, Day e os outros rebeldes preparam o assassinato do novo eleitor. Fica com June o dever de levar Anden direto para a armadilha fatal.


 O relacionamento de June com o Day sofre altos e baixos. Por mais que ambos sintam uma forte atração um pelo outro, as diferenças sociais acabam por interferir em vários momentos. O momento em que ambos percebem o contraste entre um prodígio e um ladrão acaba por desestruturar qualquer base de romance clichê que a trilogia poderia ter. Tess, amiga de Day, ressalta tais diferenças, e por vezes Day se questiona se ele e June são um par tão forte quanto parecem. 
 Enquanto isso, June se vê tentada ao ter acesso aos luxos que tinha antes de se voltar contra a republica. Mas logo a realidade invade seu redor quando se lembra do assassinato de seu irmão, metias. Segredos sobre a relação dele com Thomas, seu assassino, são descobertos, aumentando ainda mais a cicatriz causada pela morte. Logo a vingança eclipsa a luxuria, dando gás á missão dos patriotas. Só a descoberta da verdade poderá mudar o rumo das coisas.


 O livro segura esse clima de tensão por todas as 303 páginas. Lá pela pagina 200 eu finalmente entendi o motivo de a autora ter omitido tantas informações no primeiro volume; o destino dos personagens é totalmente incerto para o leitor. A intenção das organizações, dos grupos e da republica ficam escondidas até o momento crucial, onde o tabuleiro é destruído. Nem todos os rivais são realmente inimigos e nem todos aliados estão querendo ajuda-los, e ambos terão que decidir entre confiar em sua própria intuição ou obedecer a alguma força maior. 


 Depois de todos os acontecimentos, todas as revira voltas, chegamos ao final do livro... ah, que final. Se esperei descanso nas ultimas páginas, não pude estar mais iludido. A ação presente em todo o resto do livro se intensifica nas últimas páginas, me deixando totalmente sem fôlego com a leitura. Se tem uma dica que eu possa dar para quem for ler Prodigy, é prepara o coração ai. Os últimos acontecimentos ficariam forçados com qualquer outro autor(a), mas a Marie conseguiu deixa-los plausíveis e bem entrelaçados com o resto do enredo. Outra dica: só comece a leitura quando estiver com toda a trilogia em mãos. Acredite, você vai ficar ansiando por Champion, ultimo volume!


 RESUMINDO: A autora consertou todos os erros de Legend nessa sequência. As coisas foram explicadas, o ambiente distópico foi mais bem explorado, a dosagem de romance atingiu o nível perfeito... Parece até que outra pessoa, e não a Marie Lu de Legend, escreveu Prodigy. Se antes eu achava que a autora recebia uma atenção desproporcional, agora consegui entender o porque. Sua escrita, mesmo que simples, consegue embalar e te deixar com a mente no meio do mundo distópico criado. Já comecei o terceiro volume e posso dizer que as coisas só melhora. Se recomendo? haha, o que vocês acham? LEIAAAMMMMMMMMMMMMMM. 


2 comentários:

  1. Oi amore, tudo bem contigo? Bem, eu não li a resenha inteira pq não quero spoiler, vim direto para o seu resumo final. Adorei saber que a continuação é realmente boa, já estava querendo dar outra chance às obras desde sua resenha do primeiro livro, agora com certeza darei.
    E é ótimo esse resumo que você faz, pra quem não quer spoiler.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bia! Tudo bem?
      Que bom que vai dar mais uma chance! Terminei o ultimo volume ontem e posso falar que só melhora...
      Que bom que gostou do resumo! Sempre achei essencial, e agora você me deu a dica de usa-lo pra quem quiser não pegar spoiler haha

      Abraço!

      Excluir